sexta-feira, 27 de agosto de 2010

2 anos nossos =)


Hoje, dia 27 de Agosto, um tributo deve ser feito.

Hoje, 27 de Agosto, completam-se dois anos de uma amizade única em todos os sentidos. Já reparaste como somos tão diferentes e, ainda assim, nos completamos em muitas coisas? Pois é, dois anos depois, penso já que tu nunca sairás da minha vida pois, na realidade, já nenhum de nós consegue respirar normalmente na ausência do outro. Quando nos temos um ao outro, os problemas parecem mais simples de resolver, as nossas escolhas tornam-se mais claras e, acima de tudo, mais correctas.

O dia 27 de Agosto de 2008 juntou duas pessoas em algo improvável. Tu (como não poderia deixar de ser) tentaste vá, digamos, comunicar comigo. E, surpreendentemente, numa altura em que atravessava a fase mais transversal da minha vida, eu respondi e deixei-te entrar parcialmente no mundo só meu. Mundo esse que hoje, é também o teu mundo.

Hoje, já não necessitamos de lançar grandes elogios um ao outro. Sabemos com o que contamos. Sabemos o que temos. Amizade, verdadeiro amor de amigos. Como já disse em tempos sobre outras relações que tive, juntos, Luísa, ninguém nos supera. Aliás, juntos, tudo o resto deixa de ser tão importante como parecia ser antes.

Dois anos de muitos.

Obrigado por cá continuares.

Parabéns para nós.

p.s. eu nunca me esqueço do que é importante!

7 comentários:

  1. Adorei o teu comentário, tal e qual como adorei este texto e todos os outros que tinha em atraso por ler. Não pares:)

    ResponderEliminar
  2. A verdadeira amizade é assim para sempre.

    ResponderEliminar
  3. Eu afastei o pc de mim e o meu coraçao acelerou quando li o nome "Luísa" ali...sou eu?
    ai André, estas coisas não se fazem....parece que adivinhas quando preciso que digas que gostas de mim...aiaiai deixa-me recompor e eu depois tenho uma conversinha contigo :P

    deixaste-me tão mas tão feliz *.*

    ResponderEliminar
  4. desde que fiz o comentário que não fechei esta janela...e já li o texto praí 5vezes. Eu nunca pensei que te lembrasses e sei que te posso dizer isto porque tu percebes o meu porquê. Mas adoro reler cada palavra deste texto porque tu simplesmente me surpreendeste tanto *.*

    "dois anos depois, penso já que tu nunca sairás da minha vida pois, na realidade, já nenhum de nós consegue respirar normalmente na ausência do outro." sem ti já não dá, não dá mesmo!

    ResponderEliminar
  5. Coisa mais linda, amizade mais bonita...
    Duas pessoas esplendidas, mt diferentes e especiais... =)
    Nnc deixem k nd nem ninguém estrague o k vos une, pq realmente há coisas k nao se explicam, mas se sentem e ficam para sp... ;)
    Jinho gand

    ResponderEliminar
  6. Oi, André!

    É tão bom quando a amizade atinge o patamar do reconhecimento, do afeto, da troca e da imprescibilidade do outro!

    Há uma frase do navegador brasileiro Amyr Klink em seu livro Mar Sem Fim, que tem tudo a ver com o que você escreveu.

    " Quem tem um amigo, mesmo que um só, não importa onde se encontre, jamais sofrerá de solidão; poderá morrer de saudade, mas nunca estará só ”.


    Grande beijo e obrigada pela visita. Não retribui a mais tempo porque andei meio ausente do blog.

    Inês

    ResponderEliminar
  7. Vai ao post de hoje (sábado) e vê, importante ! Obrigada :)

    ResponderEliminar

Sou feito de críticas ;)